Funalfa confirma cancelamento de desfile de escolas de samba em Juiz de Fora no Carnaval 2019

Está é a terceira vez em quatro anos que a cidade não tem competição entre agremiações. Decisão foi tomada por conta das dificuldades financeiras enfrentadas pela Prefeitura.

A Fundação Alfredo Ferreira Lage (Funalfa) confirmou nesta quarta-feira (12) o cancelamento dos desfiles das escolas de samba na cidade no Carnaval de 2019.

A decisão foi tomada por conta da falta de recursos da Prefeitura em decorrência das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Município.

A Liga Independente das Escolas de Samba de Juiz de Fora (Liesjuf) está ciente do cancelamento, conforme contou ao G1 o presidente, Marcos Tadeu Batista.

“Nós lamentamos que o desfile das escolas de samba não ocorra mais uma vez, mas entendemos que a crise financeira vivida pelas prefeituras é realmente grave, muitas não estão conseguindo nem mesmo pagar funcionários e, em Juiz de Fora, a situação está bem complicada”, declarou.

Ele afirmou, no entanto, que a festa para eleição da Rainha e do Rei do Carnaval 2019 devem ocorrer normalmente.

As escolas de samba também deverão realizar um evento alternativo, que será definido nas próximas semanas, em reuniões com representantes da Prefeitura e das agremiações.

“Ainda não foi definido qual será o evento, mas a princípio pensamos em um grande encontro entre as escolas de samba na Praça Antônio Carlos, com baterias, passistas, mestre-salas e porta-bandeiras, fazendo uma grande festa no carnaval”, adiantou.

A Funalfa informou que, apesar da ausência dos desfiles, os blocos de rua e o “Corredor da Folia” devem ocorrer normalmente. O edital a programação do carnaval devem entrar nas pautas das reuniões na próxima semana.

Cancelamentos em anos anteriores

Com o cancelamento dos desfiles de 2019, esta será a terceira vez em quatro anos que Juiz de Fora ficará sem desfiles competitivos. Apenas, em 2017, a competição ocorreu normalmente.

Em 2018, não houve desfile competitivo. O cancelamento foi anunciado pela Liesjuf, que apontou como motivo a falta de garantia de que a Funalfa repassaria recursos em tempo hábil para a organização das agremiações.

Com a decisão, ficaram mantidos para o ano de 2019 os grupos A, B e C da Liesjuf, o que se repete para 2020, caso os desfiles competitivos voltem a ocorrer.

No ano de 2016, os desfiles também não foram realizados. A desistência foi formalizada pela Liesjuf após, ainda em 2015, a Prefeitura anunciar o corte de mais de 50% da verba disponível para realização do carnaval.

Por Fellype Alberto, G1 Zona da Mata

Israel Malthik

Nasceu em São João Nepomuceno. É Técnico em Administração e Fotografia Artística. Foi fotógrafo da APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal), freelancer em jornais como Estado de Minas e Agência Minas. Premiado por diversos clubes e grupos fotográficos. Atualmente é fotojornalista da Rádio Difusora de São João Nepomuceno. Israel Malthik também atua em editoriais de moda em grandes marcas da Zona da Mata Mineira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com