Governo decreta situação de emergência em Minas após aumento dos casos de dengue

A escalada dos números da dengue em Minas Gerais levou o Estado e decretar situação de emergência em saúde pública, conforme o Hoje em Dia antecipou no dia seis de abril. A decisão do governo foi anunciada nesta terça-feira (23) na publicação oficial do executivo estadual.

O decreto é válido por 120 dias e vai oferecer assistência a municípios na abrangência das macrorregiões de saúde Centro, Noroeste, Norte, Oeste, Triângulo do Norte e Triângulo do Sul do Estado. De acordo com o documento, 46,8% dos 331 municípios apresentam alta incidência alta ou muito alta de casos prováveis de dengue, com aumento significativo nas solicitações de internação considerando o mesmo período de 2018. Tal quadro é agravado ainda pelo atual déficit de leitos na rede pública de saúde.

Outra justificativa apresentada foi o impacto econômico e social historicamente trazido pela dengue, tendo em vista, ainda, o que o documento chamou de cenário de restrições financeiras no Estado.

A partir da publicação do decreto, o governo e os municípios ficam autorizados a adotar medidas assistenciais e administrativas necessárias para a contenção da epidemia, tais como a aquisição de insumos e materiais sem a necessidade de licitação. Ao todo, 93 prefeituras receberão recursos para reforço de despesas com pessoal – como contratação de agentes de controle de endemias e capacitações para profissionais na assistência hospitalar – e custeio e manutenção de atividades, como confecção e reprodução de material gráfico informativo, aquisição de material de apoio para ações de mobilização e mutirões de limpeza de áreas prioritárias. 

Números

Minas Gerais tem, em média, 1.256 casos de dengue por dia. De janeiro até esta segunda-feira (22) são 140.754 notificações. Em apenas uma semana, a quantidade de doentes subiu mais de 19 mil no Estado. Ao todo, 14 pessoas já morreram em decorrência da enfermidade e outros 57 óbitos são investigados no território.

Das 14 mortes causadas pela doença, seis foram registradas em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), conforme o boletim epidemiológico divulgado ontem pela SES. Os outros óbitos foram em Arcos (região Centro-Oeste), Ibirité (Grande BH), Uberlândia e Frutal (Triângulo) e Paracatu e Unaí (Noroeste).

Combate

Em Belo Horizonte, o crescimento no número de casos de dengue levou a prefeitura a inaugurar uma Unidade de Reposição Volêmica (URV) na cidade, oferecendo hidratação com soro para pacientes que não precisam de internação. No local são 25 leitos, todos ocupados apenas na primeira hora de abertura.

A sala fica na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Centro-Sul e funcionará sem interrupções, durante as 24 horas do dia. Pessoas com sintomas de dengue atendidas nas outras oito UPAs da metrópole serão encaminhadas para o espaço.

FONTE: Jornal Hoje em Dia

Israel Malthik

Nasceu em São João Nepomuceno. É Técnico em Administração e Fotografia Artística. Foi fotógrafo da APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal), freelancer em jornais como Estado de Minas e Agência Minas. Premiado por diversos clubes e grupos fotográficos. Atualmente é fotojornalista da Rádio Difusora de São João Nepomuceno. Israel Malthik também atua em editoriais de moda em grandes marcas da Zona da Mata Mineira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com