Greve de caminhoneiros não impacta tráfego nas rodovias de JF e região

Categoria chegou a iniciar movimento em Juiz de Fora, Matias Barbosa, Visconde do Rio Branco e Barbacena na madrugada, mas pistas estão liberadas na manhã desta quinta

Durante a madrugada desta quinta-feira (9), grupos de caminhoneiros chegaram a iniciar um movimento grevista em estradas que cortam a Zona da Mata. Caminhões foram parados às margens das rodovias na altura de Juiz de Fora, Matias Barbosa, Visconde do Rio Branco e Barbacena, mas os trechos não chegaram a ser fechados para a passagem de veículos, somente para veículos de carga. A maioria dos trechos, no entanto, foi liberada pelos caminhoneiros. Segundo a Federação dos Transportadores Autônomos de Minas Gerais (Fetramig), não há nenhuma paralisação prevista para ocorrer na região ao longo do dia e não há bloqueios em nenhum trecho na manhã desta quinta.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Juiz de Fora, na altura do trevo que liga a BR-040 à BR-267, caminhoneiros pararam seus veículos no acostamento da via no início da madrugada, por volta de meia-noite, mas liberaram o local após negociações. Em Matias Barbosa e Barbacena ocorreu o mesmo, mas o movimento foi encerrado pelos próprios manifestantes. A PRF afirmou que não houve nenhum ponto de fechamento de via e que o trânsito flui normalmente durante a manhã desta quinta.

Por volta das 6h, a Concer, concessionária que administra o trecho da BR-040 entre Juiz de Fora e o Rio de Janeiro, chegou a informar que caminhoneiros se concentravam no km 113, sentido Juiz de Fora, em Duque de Caxias, e bloqueavam a pista principal, gerando um quilômetro de retenção. Às 7h, entretanto, a concessionária informou que o trecho havia sido liberado completamente.

Outros pontos na região

A PRF de Leopoldina informou, às 8h, que há um ponto de manifestação no km 701, saída de Muriaé para Miradouro. No restante do trecho, o tráfego segue normal para todos os tipos de veículos.

Já nas rodovias estaduais, a Polícia Militar Rodoviária informou que na MG-447, na altura de Visconde do Rio Branco, cerca de 50 caminhões ficaram parados no acostamento durante a madrugada e permaneciam no local até as 8h30 desta quinta, mas o trânsito também não foi interrompido para veículos de passeio.

Ministro solicita desbloqueio das pistas

A Fetramig afirmou à Tribuna que o movimento pode perder força após a divulgação de um vídeo em que o ministro das infraestruturas, Tarcísio de Freitas, solicita o desbloqueio das pistas e confirma a veracidade de um áudio feito pelo presidente Jair Bolsonaro solicitando o mesmo à categoria.

Na mensagem de voz, o presidente diz aos manifestantes que os bloqueios atrapalham a economia. “Fala para os caminhoneiros aí, que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação e prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres”, falou.

Israel Malthik

Nasceu em São João Nepomuceno. É Técnico em Administração e Fotografia Artística. Foi fotógrafo da APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal), freelancer em jornais como Estado de Minas e Agência Minas. Premiado por diversos clubes e grupos fotográficos. Atualmente é fotojornalista da Rádio Difusora de São João Nepomuceno. Israel Malthik também atua em editoriais de moda em grandes marcas da Zona da Mata Mineira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *