Cidade e RegiãoNotíciasPlantão Policial

Após sair do Sistema Prisional, cidadão passou a vender crack em Guarará

Local e data: Av. Arthur Bernardes, bairro Areial, Guarará – MG, terça (18), turno da noite (22h30)

Os policiais identificaram a pessoa no interior do imóvel como C.R.S.L , vulgo “2K”, oriundo de Ubá- MG, que declarou ter saído do Sistema Prisional, em Visconde do Rio Branco – MG, há cerca de 03 semanas, e que estaria em Guarará, há cerca de quinze dias.

Durante patrulhamento no local descrito, os policiais militares se depararam com um cidadão, conhecido no meio policial por ser usuário de drogas.

Ele estava chamando em um imóvel, no primeiro andar, mas, ao notar a presença policial, tentou disfarçar e sair do local.

Diante de seu comportamento suspeito, os policiais fizeram uma abordagem e ele declarou que estava por lá para comprar “crack” e que não conseguiu adquirir a droga devido a presença policial.

Durante a abordagem, ocorreu uma movimentação suspeita no interior do imóvel, através do basculante, que estava sem vidro, foi possível notar um indivíduo, até então desconhecido, passando em frente à porta, que não estava fechada, portando um recipiente de plástico, contendo em seu interior pedras semelhantes ao crack.

Foi possível perceber que ele acomodou esse material na pia da cozinha.

Os policiais identificaram a pessoa no interior do imóvel como C.R.S.L , vulgo “2K”, oriundo de Ubá- MG, que declarou ter saído do Sistema Prisional, em Visconde do Rio Branco – MG, há cerca de 03 semanas, e que estaria Guarará há cerca de quinze dias.

Ele informou que estava morando no local com K.T.G, com quem, ainda menor de idade, esteve no Sistema Sócio Educativo (para menores infratores), em Ribeirão das Neves – MG.

Os policiais encontraram no banheiro, dentro da caixa de passagem (ralo do chuveiro), 20 pedras de substância análoga ao crack e vestígios dessa substância no ralo, quebrando o dispositivo, eles encontraram outras 52 pedras de substância análoga ao crack e uma bucha de substância análoga à maconha.

O “2K” confessou que traficava pedras de crack por R$20,00/ cada e, no momento da abordagem, estava com a importância de R$120,00 reais, provenientes da venda de drogas.

Além dos entorpecentes e do dinheiro, em sei poder, os policiais apreenderam 03 celulares, 02 cartões e 01 RG, todos em nome de K.T.G, o outro morador, ausente na ocasião .

Resultados:

Ele declarou aos policiais que busca entorpecentes no Complexo da Penha, Rio de Janeiro – RJ, e que pertencem à facção criminosa do Comando Vermelho (CV).

72 pedras de crack
✓ 01 bucha de maconha
✓ 03 aparelhos de telefone celular
Prisão em flagrante de C.R da S. L (vulgo 2k)

Equipe: Rádio Patrulha p 28021, Sgt Giovani
Sgt Martins e Cb Alessa

Fonte: 1GP/2°Pel/136cia/2ºBPM

Aristides Dos Santos

Formação: Graduação presencial em TV, Cinema, Rádio e Internet pela UNIBAN (Universidade Bandeirantes do estado de São Paulo), campus Osasco- SP. Habilitação: Trabalhos em audiovisual (cinema), atividades de radiodifusão RTV, produção de livros, revistas e jornais (impressos e digitais), criação e gestão de tráfego pago ou orgânico para internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *