Maior parte dos eleitores é contra privatização de estatais mineiras

Instituto indagou dois mil entrevistados sobre uma possível venda da Cemig, da Copasa, da Gasmig e da MGS

Sempre discutida durante períodos eleitorais e muito defendida pela gestão do governador Romeu Zema (Novo), a privatização de empresas estatais estaduais é rejeitada pela maioria dos eleitores mineiros. A constatação é de uma pesquisa feita pelo Instituto Datatempo, divulgada pelo jornal O Tempo, na última terça-feira (2). O levantamento questionou a opinião dos entrevistados sobre um possível repasse à iniciativa privada da Cemig, da Copasa, da Gasmig e da MGS.

Com relação à Cemig, estatal que atua na geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica, 65,3% dos eleitores entrevistados pelo Datatempo se disseram contrários à privatização da empresa. No caso das demais empresas, 59,6% se manifestaram contra a venda da Copasa, que atua no segmento de saneamento básico e abastecimento de água; 53,9% são contrários à alienação da Gasmig, distribuidora de gás natural canalizado; e 53% são contra a privatização da MGS, que realiza atividades de limpeza e segurança.

Na outra ponta, o maior percentual de eleitores que apoia a privatização das estatais foi observado quando o questionamento foi relacionado a uma possível alienação da Copasa, apoiada por 25,2% dos entrevistados. No caso das demais estatais, o percentual de favoráveis à privatização ficou em 22,9% no caso da Cemig; 22,1% em relação à Copasa; e 21,1%, quando o questionamento foi direcionado à MGS.

Referendo

Vale lembrar que, nos casos de Cemig, Copasa e Gasmig, a Constituição Estadual prevê que é necessária a realização de um referendo para que a população confirme ou negue a venda de uma dessas três empresas. O referendo deve ser convocado caso a alienação das estatais seja aprovada por 47 dos 77 deputados estaduais que compõem a legislatura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A pesquisa foi realizada com recursos próprios do Datatempo e ouviu dois mil eleitores entre 15 e 20 de julho. As consultas foram coletadas no formato domiciliar. A margem de erro é de 2,19 pontos percentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada sob os protocolos TSE BR-08880/2022 e TRE MG-08733/2022.

Israel Malthik

Nasceu em São João Nepomuceno. É Técnico em Administração e Fotografia Artística. Foi fotógrafo da APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal), freelancer em jornais como Estado de Minas e Agência Minas. Premiado por diversos clubes e grupos fotográficos. Atualmente é fotojornalista da Rádio Difusora de São João Nepomuceno. Israel Malthik também foi atuante, como fotógrafo, em editoriais de moda em grandes marcas da Zona da Mata Mineira. Atualmente além de ser o proprietário da Malthik Fotografia, realizando casamentos, batizados e eventos, é sócio-proprietário na empresa Cuidarte Home Care.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.