Minas vai receber 561 mil doses da CoronaVac, vacina contra a COVID-19

Ministério da Saúde informou que 6 milhões de doses começam a ser distribuídas aos estados brasileiros na manhã desta segunda-feira

Ministério da Saúde divulgou, na noite desse domingo, a planilha com a distribuição das doses da CoronaVac por estado. A vacina contra a COVID-19 recebeu da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a liberação para uso emergencial

A vacina é fabricada pelo Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com a biofarmacêutica chinesa Sinovac. A distribuição feita pelo governo federal considera 6 milhões de doses fornecidas pelo instituto. 

Conforme a planilha, Minas Gerais ficará com 561.120 doses do imunizante. O Ministério da Saúde contabiliza 275.088 pessoas no público-alvo da Fase 1 da campanha da vacinação contra o coronavírus no estado. O planejamento também já mostra as doses que são reservadas para a população indígena. Em Minas, serão 16.560 doses da CoronaVac. Veja a planilha abaixo:


Planilha divulgada pelo Ministério da Saúde mostra distribuição das doses. Na foto, informações sobre Minas Gerais em destaque(foto: Ministério da Saúde/Divulgação)

(foto: Ministério da Saúde/Divulgação)

A equipe da Prefeitura de Belo Horizonte espera começar a vacinação na quarta-feira, dia 20, como prevê o plano federal. As primeiras doses da CoronaVac foram aplicadas em São Paulo (SP).  Em entrevista coletiva na tarde deste domingo, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que a distribuição das caixas com o imunizante começa às 7h. As vacinas já estão no Departamento de Logística em Saúde (DLOG), em São Paulo. 

“O Ministério da Saúde terá o apoio da Associação Brasileira de Empresas Aéreas por meio das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass, para transporte gratuito da vacina COVID-19 às unidades federadas do país que necessitam do transporte aéreo para a chegada das doses”, diz a nota do Ministério da Saúde. 

A distribuição das vacinas para cada município será de responsabilidade dos governos estaduais e do Ministério da Defesa. 

FONTE: ESTADO DE MINAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *