‘O Brasil viu a superioridade do América’, diz Lisca após classificação sobre o Corinthians

Técnico disse que time poderia ter avançado com duas vitórias

América contrariou o “peso da camisa” contra o Corinthians e avançou às quartas de final da Copa do Brasil com vitória no jogo de ida, por 1 a 0, em São Paulo, e empate na volta, por 1 a 1, em Belo Horizonte. Para o técnico Lisca, “o Brasil inteiro viu a superioridade” do Coelho nos “aspectos técnico, tático, físico e mental”, especialmente no primeiro tempo do duelo desta quarta-feira, no Independência.

“O Brasil inteiro viu a superioridade do América em todos os aspectos: técnico, tático, físico e mental. O primeiro tempo foi de luxo nosso, com movimentações, trocas na beirada, chegamos por todos os lados e não permitimos quase que nada para o Corinthians. Tanto que o Vagner teve que mexer no intervalo, principalmente no coração do time, com a entrada dos dois volantes (Cantillo e Gabriel)”, analisou o treinador.
De acordo com o SofaScore, o América contabilizou sete finalizações corretas de um total de 19, além de supremacia nas interceptações (17 a 9). Já o Corinthians acertou apenas duas de 10 tentativas, apesar de terminado o jogo com 60% de posse de bola.
Das 19 conclusões do Coelho, 11 foram no primeiro tempo. Cássio fez boas defesas em chutes de Juninho, aos 25, e Geovane, aos 41. Houve ainda ocasiões em que a equipe atacou pelos extremos e encaixou cruzamentos rasteiros perigosos na pequena área, mas sem encontrar o pé de um definidor.
Na etapa final, quando perdia por 1 a 0, o time americano por pouco não empatou, aos 23, quando Ademir passou por Cássio e chutou com o gol aberto. Fagner chegou a tempo e evitou que a bola entrasse. Já aos 43, o camisa 1 corintiano se esticou no canto esquerdo para espalmar o arremate do camisa 10 alviverde.
Ao analisar a falta de efetividade para transformar a superioridade em gols, Lisca destacou o jogo “de acordo com a necessidade” na Copa do Brasil, mas ao mesmo tempo reconheceu que seu time poderia ter garantido a vaga nas quartas de final com duas vitórias sobre um gigante três vezes campeão do torneio – 1995, 2002 e 2009.
“Realmente faltou um pouquinho de efetividade e de transformar essa superioridade em gols. É uma coisa que trabalhamos e estamos melhorando muito nos últimos dez jogos. Num primeiro momento, estávamos com um ataque ineficiente, mas melhoramos isso na Série B. A Copa do Brasil é uma competição diferente, com regulamento diferente, e você joga de acordo com a necessidade. Ganhamos lá, empatamos aqui, mas concordo que, pelo primeiro tempo, merecíamos ter ganhado as duas partidas”.

Classificado, o América conhecerá seu próximo adversário na sexta-feira (6), às 11h30, em sorteio a ser realizado na sede da Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro. São Paulo, Internacional, Cuiabá, Ceará e Flamengo também se garantiram nas quartas.

Outras duas vagas estão em aberto. O Palmeiras recebe o Bragantino nesta quinta-feira, às 19h, no Allianz Parque, em São Paulo, com a vantagem de 3 a 1 construída no primeiro confronto. Às 21h30, o Grêmio visitará o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), respaldado pelo triunfo por 1 a 0 na ida.

De acordo com a CBF, as quartas de final da Copa do Brasil vão acontecer nas duas próximas quartas-feiras, dias 11 e 18 de novembro. Antes, o Coelho volta a pensar na Série B, da qual é o terceiro colocado, com 35 pontos. No sábado, às 18h30, o time comandado por Lisca enfrentará a Ponte Preta (5ª, com 30), no Horto, pela 20ª rodada.

FONTE: SUPER ESPORTES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com