Cidade e RegiãoNotíciasPlantão Policial

Autor indiciado pela Polícia Civil: Idoso de 72 anos,levou dois socos e perdeu a vida ao tentar apartar uma briga

Reportagens Aristides dos Santos com informações eda Assessoria de Imprensa da Polícia Civil, SAMU e “COPOM – PMMG” / Crédito das imagens: PCMG e PMMG

O IDOSO TENTAVA SEPARAR UMA BRIGA: IDOSO É AGREDIDO E VAI À ÓBITO NA NOITE DE SEGUNDA (17/06/2024):

A PCMG conclui investigação sobre morte de advogado em Juiz de Fora. Resumo: A vítima de 72 anos morreu ao ser atingida por dois socos ao apartar uma briga. A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, na quarta-feira (26/06), a investigação que apurou o homicídio de um advogado de 72 anos, ocorrido no dia 17 de junho, no bairro Manoel Honório, em Juiz de Fora, na Zona da Mata.

O suspeito, de 35 anos, foi indiciado por homicídio com dolo eventual. A investigação, conduzida pela 5ª Delegacia de Polícia, concluiu que a causa da morte do advogado foram dois socos desferidos pelo suspeito.

“O segundo golpe desferido no rosto do idoso aconteceu, segundo os envolvidos, quando esse já não esboçava qualquer reação, caindo ao solo de forma direta, sem chance de proteção, e ocasionando traumatismo na região occipital”, revelou o delegado responsável pelo caso, Márcio Savino.

O relatório enviado ao judiciário esclarece que o suspeito assumiu o risco do resultado, o que levou ao seu indiciamento por dolo eventual, com a qualificadora de motivo fútil, pelo fato de a vítima ter apenas tentado apartar uma briga, sem sequer conhecer o agressor.

O suspeito também foi indiciado por vias de fato em relação a outra vítima, bem como por resistência.No dia do crime, o suspeito foi preso em flagrante e a ocorrência registrada como lesão corporal seguida de morte, além de ameaça e resistência.

Reportagem Original:

INFORMAÇÕES CHECADAS E CONFIRMADAS À ESTA REPORTAGEM PELO COPOM/ PMMG, DE JUIZ DE FORA E REVISADA COM DADOS DO 2° BPM/ 70 CIA E SAMU/ FOTO DO TOPO ENVIADA POR SEGUIDOR, FOTO ABAIXO DE RODRIGO SOUZA

De acordo com o SAMU, a vítima sofreu traumatizado crânio encefálico, com sangramento pelo nariz e parada cardiorrespiratória. Os socorristas tentaram reanimá-lo por cerca de 40 minutos.

Todos sabemos o quanto é perigoso tentar separar uma briga na rua ou bar, ou outros locais, entretanto, há quem, de bom coração, tente.

Foi o que aconteceu com um idoso de 72 anos, inicialmente identificado por amigos como G.M.B R, advogado, que perdeu a vida ao tentar separar uma briga,no início da noite de segunda, na Rua Eugênio Fontainha, no bairro Manoel Honório, Juiz de Fora.

Sua condição de idoso foi ignorada, ele levou um soco e, ao cair , infelizmente, bateu a cabeça no chão. O SAMU foi acionado pelo comandante da guarnição policial, os socorristas tentaram as “manobras de ressuscitação”, mas não tiveram êxito.

De acordo com informações preliminares, dois homens, um de 35 anos e outro de 45 anos de idade, que trabalhavam em uma churrascaria, no Manoel Honório, estavam se desentendendo. O agressor, E.P.C, de de 35, acusou o ex-colega de trabalho de testemunhar a favor da Churrascaria, em um processo movido por ele.

O idoso tentou apartar a briga, momento em que o agressor o atingiu com o soco.

O homem, que estava vestido com uma camisa do Vasco da Gama, de acordo com informações no local, fugiu para o interior da Churrascaria, onde foi interceptado pela PM, resistindo à prisão.

Na abordagem, houve uso de “força proporcional” para contê-lo e efetuar a prisão em flagrante, com uso de algemas, pelo crime de homicídio.

Aristides Dos Santos

Formação: Graduação presencial em TV, Cinema, Rádio e Internet pela UNIBAN (Universidade Bandeirantes do estado de São Paulo), campus Osasco- SP. Habilitação: Trabalhos em audiovisual (cinema), atividades de radiodifusão RTV, produção de livros, revistas e jornais (impressos e digitais), criação e gestão de tráfego pago ou orgânico para internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *